Coelba é a maior distribuidora de energia do Nordeste

A Coelba também é uma companhia de eletricidade, localizada na Bahia; tal empresa faz parte do grupo Neoenergia que faz a distribuição da energia elétrica em cerca de 5,8 milhões de unidades que fazem o consumo da mesma, atendendo a mais de 15,3 milhões de pessoas ao redor do Brasil em inteiro. Caso queira saber mais sobre essa companhia de eletricidade que ficou famosa na Bahia, acompanhe o restante do artigo abaixo!

É importante que você saiba que a Coelba faz parte das maiores distribuidoras de energia elétrica do país inteiro (isso quando nos referimos ao número de clientes) ficando em terceiro lugar, e como se tais feitos não bastassem, eles também ficam em sexto lugar no maior volume de energia distribuída; segundo o ranking da Aneel. A Coelba é a distribuidora líder quando se trata de volume de clientes e energia, serviços oferecidos como 2 via, isso no Nordeste e no Norte do país.

Dentre todos os seus clientes, cerca de 88% são residenciais. Desta forma, em sua área de concessão da Coelba ainda se encontra em andamento um de seus maiores programas de universalização da energia elétrica do país, que é denominado “Luz Para Todos”, que foi totalmente desenvolvido pelo Governo Federal e finalizado pelas distribuidoras.

Toda a energia da Coelba passa por 337 subestações, contando com mais de 250 mil transformadores que chegam ao consumidor por 277 mil quilômetros de linhas de suas distribuições. Para que isso fosse realizado, a empresa a todo momento estava contando com o trabalho de um total de 12,7 mil colaboradores próprio (que se voluntariaram para ajudar a companhia também) e os terceirizados.

Criação da Coelba

Coelba é a maior distribuidora de energia do Nordeste

Sua história se dá no início do dia 28 de Março de 1960, onde foi a sua data de criação. Na época em que a companhia foi inaugurada, a energia elétrica na Bahia era oferecida apenas pela prefeitura municipal e algumas outras companhias que seguiam o mesmo ramo na época, até mesmo uma estadual que fazia atendimentos no Salvador e parte do Recôncavo. Em seu primeiro ano de existência, a empresa já fazia atendimentos a 21 localidades diferentes, inclusive emitindo o serviço Coelba 2 via para todos os seus clientes.

O objetivo da empresa sempre foi alavancar o crescimento econômico da Bahia. No começo ela era apenas uma empresa estatal, e depois passou a ser uma empresa privada que continha um capital extremo e interno em 31 de julho de 1977; ou seja, incialmente ela era uma das integrantes do grupo Guaraniana, que tempos depois passou a ser chamada de grupo Neoenergia. No caso, esse seria aquele que possui mais da metade das ações com direito a votos de uma determinada empresa, normalmente são eles que detém 96,3% de suas ações.

Durante a sua trajetória até aos dias mais atuais, a Coelba foi dando uma incorporada em todos os serviços que eram prestados pelas demais prefeituras e concessionárias existentes, temos como exemplo a Companhia Elétrica Rio de Contas; ou seja, eles estavam apenas evidenciando a sua proposta de quebra de reduto senhorial, como uma nova proposta feita de governo central. Quando completaram 10 anos de existência com a sua companhia, ela então resolveu inaugurar a sua terceira unidade de sua Usina Hidrelétrica de Funil e almagamou o sistema de Correntina, que era mantido pela Sulvale.

Assim que a sua companhia foi inaugurada, conseguiram fazer com que fosse possível a criação de parques que fossem mais industriais, o que de fato acabou acontecendo mais tarde com a criação do Polo Petroquímico (mais conhecido como COPEC) que fica localizado em Camaçari, nos meados dos anos de 1978, juntamente com o Centro Industrial de Aratu, que fica na região Metropolitana de Salvador.

Problemas com roubo de energia

Coelba é a maior distribuidora de energia do Nordeste

Recentemente, a Coelba conseguiu recuperar 276 milhões de kWh em suas operações de combate ao roubo de energia. Todas as ações da Coelba que foram sobre o combate ao roubo de energia durante o ano passado (2020), foram totalizadas 207 mil inspeções realizadas em todo o estado, o que facilitou para a recuperação dos 276 milhões de kWh que estavam sendo desviados da rede da concessionária já fazia algum tempo.

Assim que foram encontradas e desativadas, assim que foram encontradas e desativadas, ao longo do ano passado, cerca de 84 mil ligações irregulares foram feitas, o que seria 15% a mais se formos comparar com o ano de 2019.

Algumas das operações que foram realizadas em residências, produtores do agronegócio (fossem eles grandes ou pequenos), foram dadas o nome de “Operação Varredura”, estabelecimentos que fossem comerciais e principalmente a manufatura que era foi feita também.

Expansão da Coelba

Não podíamos deixar de mencionar que eles fizeram uma aquisição no imóvel onde foi intitulada de “A Jornada”. Além de oferecerem 50% e desconto para as suas aquisições de novos equipamentos de fotovoltaicos.

Desta forma podemos perceber a importância que a companhia da Coelba tem no nosso país (especialmente se tratando da Bahia também), desde a sua época de criação já vem fazendo diversas aquisições para que conseguisse um melhor aprimoramento perante a outras companhias de eletricidade que vinham visando o mesmo objetivo que a mesma.